COMUNICADO DO CONSELHO FEDERAL DE BIBLIOTECONOMIA AOS BIBLIOTECÁRIOS BRASILEIROS

Postado em 27/07/2017.

Acerca da opinião manifestada pelo Prof. Luiz Milanesi, do Curso de Biblioteconomia da ECA/USP, em seu Twitter, no dia 10 de julho pp., de que “Se cortarmos saberes inúteis a Biblioteconomia hoje deixaria de existir”, cabe-nos observar o que se segue:

O CFB discorda integralmente do conteúdo que a sua opinião encerra, pois o mesmo não encontra respaldo na pluralidade da Biblioteconomia que hoje se pratica no Brasil, pois não traduz as realidades não lineares das regiões brasileiras, tanto em nível de suas culturas, quanto de seus desenvolvimentos social e econômico.

Não obstante a 17ª gestão do CFB e a expressiva maioria dos profissionais que formam a categoria dos bibliotecários brasileiros discordarem dela e a repudiarem, o Plenário do CFB, reunido no dia 21 de julho, apurou que a postagem se deu no seu Twitter pessoal e tal manifestação encontra respaldo nos princípios da liberdade de pensamento e de expressão instituídos em nosso estado democrático de direito, não se caracterizando como infração ética.

Brasília, 22 de julho de 2017.

 

Prof. Dr. Raimundo Martins de Lima

Presidente do CFB

CRB-11/039